Histórico

Início

O Marcelo Berti sempre esteve de alguma forma envolvido com o ministério, afinal, desde pequeno já participava de viagens missionárias com seus pais. Ainda muito novo já era filho de missionário, e em função disso, cresceu cercado por missionários e outros líderes ministeriais.

Entretanto, sua primeira participação com o ministério foi no Ministério de Louvor da Primeira Igreja Presbiteriana de Boa Vista. Sob a supervisão de Pr. Alfredo de Souza, conhecido como Duda, trabalhou com a igreja durante 3 anos servindo ao Senhor naquele ministério. Também participou do mesmo ministério na Igreja Batista Livre em Jaboticabal onde ajudou na coordenação do ministério. Nesse mesmo ano, ainda com 16 anos, entendeu o chamado de Deus para sua vida e, debaixo da orientação do Pr. Jeancarlo Achê, foi enviado ao preparo ministerial.

1. Primeiro Período: Formação

No ano seguinte ingressou no Seminário Bíblico Palavra da Vida onde passou quatro anos como aluno interno:


  • 2000: Inexperiente

    No ano 2000 iniciou então sua jornada ministerial servindo como estagiário na Igreja Batista Campo Belo, que na ocasião era pastoreada por Abelardo Nogueira. Serviu junto ao ministério de louvor e juniores. Trabalhou com o orfanato Lar Feliz da Igreja Evangélica Suiça no cuidado das crianças. Estagiou com o Acampamento Palavra da Vida e Igreja Presbiteriana de Boa Vista.


  • 2001: Aprendiz

    No ano seguinte foi trabalhar na Igreja Batista de Amparo debaixo da supervisão do Pr. Eduardo e passou a ensinar os jovens da igreja além de auxiliar um casal da própria igreja a cuidar dos juniores. Estagiou com a MEVA (Missão Evangélica da Amazônia) conhecendo as diferentes aldeias e tipos de trabalho: da manutenção ao ensino.


  • 2002: Iniciante

    Em 2002 voltou para a igreja em que era membro, a Igreja Evangélica do Maracanã, onde teve o privilégio de trabalhar com jovens e eventualmente adultos, debaxo da tutela do Pr. Claudio Lingerfelt, que o estimulou a pensar no ministério de ensino como ênfase primária no seu ministério. Também estagiou com a Igreja Batista Livre, onde teve sua primeira experiência com formação de liderança para o ministério ao investir na capacitação de parte da liderança da mesma igreja


  • 2003: Desafio

    Nesse ano Marcelo foi convidado a trabalhar com a Igreja Batista Cidade Universitária com o ministério de Jovens sob a coordenação do Pr. Fábio Grigório e acabou por tornar-se membro dessa comunidade. Também fez parceria com o ministério de missões da IBCU e foi enviado como missionário para o Instituto Missionário Palavra da Vida em Benevides – PA.


  • 2004: Identificação

    Em 2004 Marcelo Berti chegava a Benevides depois de uma viagem de 3 dias e duas noites na companhia de seu pai. Nesse ano teve o privilégio de trabalhar nas diferentes oportunidades proporcionadas pelo Instituto. Greg Hummel e Gary Parker foram seus mentores nesse ano.

    Serviu como professor de Teologia Sistemática para os alunos do primeiro ano no Instituto, trabalhou com o desenvolvimento de professores para o ensino bíblico em escolas públicas, ofereceu cursos em congresos para jovens, atuou junto a Tia Bea com escolas públicas na região de Belém além de participar do ensino de várias igrejas durante o ano.

2. Segundo Período: Desenvolvimento

Em 2005 chega à Campinas para servir junto à Igreja Cidade Universitária e nessa ocasião debaixo da orientação de seis pastores: Fernando, Oswaldo, Wagner, Vlademir, Fábio e Héber. Foi literalmente um ano de “faz-de-tudo“.

Serviu em Escolas Bíblicas de Jovens e Adultos, grupos pequenos e especialmente com o ministério de Missões. Poucos meses depois foi convidado a fazer parte da liderança da igreja coordenando o Ministério Pesca, ministério de evangelização da IBCU.


  • 2005: Chegada

    Nesse ano Marcelo assumiu o minitério que passava por um período de dificuldades em função de algumas mudanças na coordenação do ministério. Também sofria com falta de voluntários e contava com um líder inexperiente na área que iniciava a trabalhar. Nesse ano érmoas em 7 voluntários.


  • 2006: Aprendizado

    Com o planejamento em andamento, o Ministério Pesca começou a tomar sua forma. Tivemos nosso primeiro ano de incentivo à evangelização. Iniciamos a formar equipes para o trabalho, a desenvolver projetos já existentes, como o Artesanato. Foi nesse mesmo ano que iniciamos planejar o Alvo Esportes e demos forma ao nosso ministério de Escolas Públicas. No fim desse ano já éramos 12 pessoas.


  • 2007: Localização

    Foi nesse ano que experimentamos nosso primeiro grande crescimento: Iniciamos o ministério de Alfabetizacão de Adultos, chegamos a trabalhar em três escolas ao mesmo tempo, o Alvo crescia em grande estilo e o Artesanato expandia e realizava sua primeira Grande Feira de Artes. Também tivemos um mês de evangelização em grupos pequenos e nossa primeira Conferência de Evangelização, com Mark Ellis. Nesse ano atingimos o número de 23 voluntários.


  • 2008: Expansão

    2008 foi o ano da nossa expansão: Aumentamos nossa influência nas escolas que servíamos realizando nosso primeiro mutirão, apliamos as ações do Alvo Esportes com eventos esprotivos em diferentes esportes, como basquete, futebol e maratona esportiva com crianças. Nesse ano também iniciamos uma escola de futsal para adolescentes da região, comemoramos os 10 anos do Ministério de Artesanato e iniciamos o planejamento do ministério de evangelização de rua: Nação Resgate. Nesse ano atingimos a marca de 31 voluntários.


  • 2009: Multiplicação

    Esse ano foi certamente o mais difícil de todos, pois quase todas as nossas atividades foram suspensas em função da gripe suína. Com isso perdemos alguns volutnários e oportunidade ministeriais. Além disso tínhamos alguns problemas internos a serem resolvidos. Por outro lado, todos os voluntários assumiram suas responsabilidades e atingiram a marca mais expressiva até aqui no ministério: Todas as equipes demonstraram uma acertividade superior a 80% em todas as suas atividades. Foi o ano do investimento na liderança do ministério com reuniões periódicas e claras divisões de tarefas. Todas as equipes tinham seu cronograma e organograda definidos. Foi nesse ano ainda que multiplicamos nossas atividades em quse todos os ministérios. Terminamos esse ano com 45 voluntários.


  • 2010: Parcerias

    Diante das grande propostas de ministério que se abriam diante de nós, chegamos a um ponto em que não tínhamos mais condições de atender tantas necessidades, especialmente com escolas públicas. Era o momento de nossa multiplicação atingir outras igrejas, e foi o que começou a acontecer. Firmamos parceria com duas igrejas em Paulínia que nos ajudaram a realizar eventos na escola que atendíamos lá. Também consolidamos uma parceria interessante com a Primeira Igreja Batista de Campinas. Além disso, 2010 foi o ano do desenvolvimento dos nossos líderes a ponto de as equipes já serem capazes de atuar por conta própria em grande parte de suas ações. Nesse ano alcançamos o número de 89 voluntários na IBCU trabalhando com projetos evangelisticos, além de muitos outros que participavam conosco em eventos.


  • 2011: Passando o bastão

    Em 2011, depois de seis anos na frente da coordenação do Ministério Pesca, Marcelo Berti inicia um processo de transição, passando o bastão da liderança do minsitério para o Pr. Edson Rodrigues, seu mentor em muitas das atividades ministeriais. Esse será o ano cercado de desafios, pois o ministério continua a expandir e juntos irão trabalhar para mantê-lo assim.

Com isso acontecendo adequadamente, um novo período se inicia: O tempo em que Marcelo dedicará um bom tempo investindo em sua capacitação minsiterial enquanto ainda é jovem, ministerialmente falando.

3. Terceiro Período: Capacitação

Em 2012 Marcelo e sua família pretendem iniciar o processo de extensão do treinamento ministerial do Marcelo, em Dallas – TX, cursando o Th.M em Novo Testamento. Ele também intenciona investir parte do seu curso em treinamento e liderança, para afiar as capacidades ministeriais.

Nesse período você pode fazer parte, e está convidado a. Por isso, caso queira mais informações sobre o projeto da Família Franchini Berti clique aqui.

Comments are closed.